quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"Não ser senão um com todas as coisas vivas, regressar, por um radioso esquecimento de si, ao Todo da Natureza" - Hölderlin

‎"Não ser senão um com todas as coisas vivas, regressar, por um radioso esquecimento de si, ao Todo da Natureza" - Hölderlin

1 comentário:

MeTheOros disse...

A questão é, creio, sempre relativamente a mesma: se nos dissolvemos na Divindade, em Deus ou na Natureza, onde fica o homem? Que fica do homem?

Desaparece?
Transfigura-se?
Transmuta-se?

A resposta é sempre uma não-resposta, pois parece responder-nos o que não queremos, nem queremos ouvir.

P.S.
O mesmo acontece com as perguntas:

O homem divino é mais humano ou mais divino?
O Deus homem é mais deus ou mais homem?