segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

a dupla sombra


4 comentários:

Paulo Borges disse...

O que vês Entre elas?

soantes disse...

Não vejo grande coisa. Aquele círculo central formado pela ausência de tinta, portanto pela corrosão provocada pelo sal e depois uma mesma nuvem de onde saem as figuras numa narração impossivelmente igual para ambos os lados. As janelas estão fechadas.

Paulo Borges disse...

Queres pensar num conjunto destas imagens para um próximo número da Entre? Se desejares, manda-as assim que possível. E poesia também.

Abraço

soantes disse...

simetrias?