sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Ilustrador N. C. Wyeth - Legends of Charlemagne










3 comentários:

Donis de Frol Guilhade disse...

A ilustração é, sem dúvida, uma superior forma de leitura e, por vezes (como é o caso aqui, com Wyeth), uma sublime sugestão de replicá-la nos outros.

É serviço de sabedoria do olhar: dentro de quanto faz de toda a história (ou estória) uma inteira metáfora da vida - como se a vida fosse, ela mesma, uma maravilhosa "metaforese", transcurso de reflexos e espelhamentos, entre todos os possíveis e impossíveis lados da realidade sempre provável, tanto quanto improvável.

Obrigado, Inês. Beijo.

Maria Sarmento disse...

Estas ilustrações têm a magnífica expressão de uma história em que as imagens não são apenas, (nem isso seria esperado)o seu complemento; antes ajudam a elevar a um outro nível da expressão, o cimo suspenso de uns traços por onde compreendemos o olhar, o gesto do herói; o destino de um deus ou o simples diálogo entre expressões de uma humanidade que aspira a suspender-se acima da sua mesma altura. A divina ilustração. O diálogo entre a narrativa e a metáfora imagética: a beleza de ambos é que glorifica os passos dados e as realizações "supra-humanas", contribuindo, assim, para desenhar de modo indelével, o mito na mente e no espírito do tempo humano e supra-humano.
Gostei.

MUSICA ESCARLATE disse...

Donis (Luiz) e Maria, grata pela vossa expressão face à minha humilde escolha ilustrativa. Abraço-vos em demorado olhar rente ao vosso Doce Ser Interno.