terça-feira, 3 de novembro de 2009

"Happiest of all is that her gentle spirit / commits itself to yours" - William Shakespeare



Imagens: Oleg Zhivetin
I would not be ambitious in my wish,
To wish myself much better; yet, for you
I would be trebled twenty times myself;
A thousand times more fair, ten thousand times more rich;
That only to stand high in your account,
I might in virtue, beauties, livings, friends,
Exceed account; but the full sum of me
Is sum of something, which, to term in gross,
Is an unlesson'd girl, unschool'd, unpractised;
Happy in this, she is not yet so old
But she may learn; happier than this,
She is not bred so dull but she can learn;
Happiest of all is that her gentle spirit
Commits itself to yours to be directed.
As from her lord, her governor, her king.
William Shakespeare, 
O Mercador de Veneza”, terceiro acto, cena II

3 comentários:

Maria Sarmento disse...

Há imagens que nos beijam os olhos
Sorriem dos lábios, vestem-nos de sedas;
levitam-nos a alma. Comove-nos
a gentil ternura de certas imagens!
Lembram asas no rosto, pétalas no olhar...
brisa nos cabelos...
Há imagens que sussurram “poisagens”
e murmuram ecos no jardim
cantos de Verão; cantos de Primavera!
No tempo em que festejávamos uma não sei
que terna flor de treva e de silêncio:
era tudo verdade!
Saudosos, os rios corriam ao contrário:
da foz para a nascente
Quem os soubera acender,
a esses dias pálidos?!
Quem me levaria o coração no sorriso?

Que belo e gentil este seu delicado e, naturalmente, dedicado post.
Grata por ouvir e ver.

Rui Miguel Félix disse...

Belíssimos quadros e não menos belíssima a música e a composição, para ouvir 'de olhos bem fechados'

Alegria, uma evasão do Tempo;
ser alegre depois de dar a volta à vida
vista atrás de um raio de sol.

Um abraço a Donis e Maria.

Paulo Borges disse...

Uma anamnese musical e poética!... Grato, Donis.