quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Calligraphy / Album Indiano


1690
© The Trustees of the British Museum

5 comentários:

Donis de Frol Guilhade disse...

Curiosíssima, Inês, esta representação do Pentecostes, iluiminada com caligrafia árabe.

Outros tempos, sem dúvida!

Donis de Frol Guilhade disse...

Errata: onde se lê "iluiminada", deve obviamente ler-se "iluminada".

Donis de Frol Guilhade disse...

Curioso também o verem-se dezassete línguas de fogo, e apenas 16 figuras.

Afiguram-se-me várias decifrações do facto, mas nenhuma perfeitamente concludente.

Maria Sarmento disse...

Caro Donis,

Amiga que sou de decifrar mistérios, diria que este é "fácil" de resolver. São de facto dezassete pessoas e não dezasseis.
A figura do manto azul do lado esquerdo da imagem: a que segura o livro e da qual se vêem as mãos e a outra, que está do mesmo lado, de rosto virado para cima e da qual se vê bem o cabelo e uma parte do corpo, são distintas.
Será difícil ser a mesma pessoa devido à posição.

Belas imagens!

Donis de Frol Guilhade disse...

Tem razão: e assim faz todo o sentido.
A Mãe do Senhor ao centro, os quatro evangelistas, mais Maria Madalena, todos a cores.
Depois, onze apóstolos (sem Matias ainda) e outras duas figuras femininas, com toda a certeza as duas outras Marias: Maria de Cléopas e Salomé.
Obrigado, Maria.