sábado, 15 de maio de 2010

E se eu te disser que o atlântico não é mais que um rio?
se te disser que as algas não são exclusivas do mar?
rir-te-ias com certeza da fauna que me cresce nos dedos.
do rumor da minha carne que sacia os pássaros daquele pinheiral.

não repares no meu estilo torto de andar.
foi provocado por um livro que li à nascença. não sei bem o que dizia.
talvez fosse tarde demais para aprender

1 comentário:

paladar da loucura disse...

e seu te disser
que te leio e releio sem nunca aprender
porque gosto de te ouvir vezes sem fim repetir a natureza que nasce em ti

leio e releio e nunca me canso
eterno prazer quando falas